Mitologia Grega
.Medéia - Feiticeira filha de Aietes, rei da Cólquida. Quando o herói Jasão, comandando os Argonautas, alcançou a Cólquida em busca do Velo de Ouro, Medéia ficou perdidamente apaixonada por ele. Em troca da garantia de Jasão de que ele seria perpetuamente fiel a ela e que a levaria de volta com ele para a Grécia, usou de seus poderes mágicos para enganar o pai e assim obtém o velo de ouro. Medéia viajou com Jasão para longe da Cólquida, levando seu irmão mais jovem, Apsyrtus, com ela. Para escapar da perseguição de Aietes, Medéia matou Apsyrtus e espalhou seus restos no mar. O rei parou para reuni-los e a demora permitiu a Jasão escapar. Em outra lenda, era Jasão quem matava Apsyrtus depois que Aietes o tinha enviado em busca dos fugitivos. Quando Jasão e Medéia alcançaram a Grécia, encontraram o tio de Jasão, Pélias, responsável pela morte dos pais do herói. A fim de se vingar de suas mortes, Jasão mais uma vez pediu que Medéia o ajudasse com seus dotes mágico. Sempre passiva a seus desejos, Medéia provocou a morte de Pélias por meio de um truque bem planejado. Contando a suas filhas que sabia como podiam fazer seu pai voltar a ser jovem novamente, ela desmembrou uma velha ovelha e ferveu seus pedaços. Depois de proferir um feitiço, um cordeiro jovem e ágil pulou do caldeirão de água quente. As filhas ficaram convencidas de que poderiam fazer coisa semelhante em relação ao pai e assim devolver-lhe a juventude. Assim, depois de Medéia ter dado à Pélias uma poderosa poção para fazê-lo dormir, elas ficaram convencidas de que deveriam cortá-lo em pedaços. Porém, Medéia desapareceu sem dizer as palavras mágicas que o trariam de volta à vida. Depois disto, Jasão e Medéia fugiram para Corinto, onde tiveram dois filhos. Viveram felizes até que Jasão se apaixonou pela filha do rei Creonte, de Corinto. Para se vingar, Medéia matou sua rival enviando-lhe um manto enfeitiçado. Temendo que Creonte tentasse se vingar pela morte da filha e viesse a prejudicar seus filhos, Medéia matou-os. Medéia escapou da ira de Jasão saindo de Corinto numa carruagem alada e fugindo para Atenas. Aí conseguiu grande influência sobre o rei Egeu. Por meio de seus poderes, ela descobriu que Egeu era o pai desconhecido de Teseu, um jovem herói jovem que estava chegando em Atenas. Ela não queria que sua influência sobre Egeu fosse perturbada pela aparição do filho e então convenceu Egeu em convidar Teseu para um banquete e lhe oferecer uma xícara envenenada. Egeu tinha medo que o povo de Atenas preferisse o jovem e popular recém-chegado como governante e assim perder o trono. Felizmente, Teseu revelou sua identidade ao pai, que jogou sua xícara no chão antes que ele bebesse a poção envenenada. Medéia escapou da ira de Egeu fugindo para a Ásia.

menu de outros

Agamenon
Andrômeda
Ariadne
Caduceu
Calipso
Campos Elísios

Cassiopéia
Danae
Dédalos
Erebo
Mársias
Medéa
Menelau
Narcisoc
Stix
Velo Dourado