Mitologia Grega
.Prometeu - Um dos Titãs, conhecido como amigo e benfeitor da humanidade, o filho do Titã Japeto com a ninfa do mar Climene, ou a Titã Têmis. Prometeu e seu irmão Epimeteu foram concebidos para criar a humanidade e prover o homem e todos os animais da terra com aquilo que necessitassem para sobreviver. Epimeteu (cujo nome significa "a reflexão tardia") em conformidade, assim procedeu para outorgar aos vários animais da terra a coragem, a força, a ligeireza, penas, pele e outras proteções para o corpo. Quando chegou a hora de criar um ser superior a todas as outras criaturas vivas, Epimeteu achou que tinha sido tão descuidado com os recursos que recebera, que não tinha deixado mais nada para outorgar. Foi forçado a pedir a ajuda do irmão, e Prometeu (cujo nome significa "previdente") tomou para si a tarefa da nova criação. Para fazer um ser superior aos animais, ele modelou-os mais majestosos e deu-lhes a capacidade de andar sobre duas pernas. Ele então subiu ao céu e acendeu uma tocha com o fogo do sol. O presente do fogo que Prometeu outorgou para a humanidade foi mais valioso que qualquer dos presentes que os animais tinham recebido. Por causa de seu ato, Prometeu provocou a ira de Zeus. Não apenas ele roubou o fogo para dar aos humanos, como também enganou os deuses. Quando deuses e homens se encontraram em Mecone, no lugar denominado "Campo das Papoulas", onde deveriam ser separados uns dos outros, Prometeu repartiu um touro portentoso. Colocou-o, com mostras de amizade, defronte da assembléia, procurando burlar a visão interior de Zeus. Para si mesmo e para o seu povo, encheu o estômago do animal com carne fatiada e miúdos gordos. Para Zeus, envolveu lindamente os ossos de gordura reluzente, de maneira que não se podia perceber o conteúdo de nenhuma porção. Prometeu pediu a Zeus que escolhesse a sua porção e este optou pela parte cheia de óleo. Enfurecido, Zeus descobriu que havia escolhido apenas os ossos para o sacrifício aos deuses, ficando a boa carne para os mortais. Pelas transgressões de Prometeu, Zeus acorrentou-o numa pedra, no Cáucaso, onde era constantemente vitimado por uma águia que lhe devorava o fígado durante o dia, enquanto o órgão se regenerava durante a noite. Finalmente foi libertado por Hércules, que matou a águia.

menu de Deuses

Adonis
Afrodite
Anteros
Apolo
Ares
Aristeu
Artémis
As Moiras
Asclépio
Atena
Atlas
Deméter
Deucalião
Dionísio
Eolo
Erínias
Géa
Gorgonas
Graças
Hades
Hebe
Hefaestos
Hélios
Hemafrodito
Hera
Hermes
Héstia
Himeneu
Hípnos
Íris
Medusa 
Nêmesis

Nikê
Nix
Orfeu
Pan
Pandora
Perséfone
Poseidon
Priapo
Prometeu
Proteu
Psique
Selene
Sereias
Tânatos
Urano
Zeus