Lucio Costa

Costa, Lúcio (1902-1998), arquiteto brasileiro. Filho de brasileiros a serviço do governo na França, Lúcio Costa nasceu em Toulon e foi educado na Inglaterra e Suíça. Estudou pintura e arquitetura na Escola Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro, onde se diplomou em 1924. Foi pioneiro do movimento da arquitetura moderna no Brasil.

Durante a década de 1930 ocupou o cargo de diretor da Escola Nacional de Belas Artes. Durante sua gestão, trouxe para o Brasil o arquiteto Le Corbusier e implantou um novo sistema docente que formou toda uma geração de arquitetos brasileiros.

Em 1938 projeta, ao lado de Oscar Niemeyer, o pavilhão brasileiro da New York World's Fair.

Em 1957 vence o concurso nacional para a elaboração do Plano Piloto de Brasília.

Entre suas obras, destacam-se o plano de urbanização da Barra da Tijuca, bairro da Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro (1969), trabalho que acabou abandonando devido às muitas modificações que, sem sua autorização, o projeto sofreu; o conjunto residencial do Parque Guinle, também na cidade do Rio de Janeiro (1954), onde utilizou grandes fachadas sombreadas por brise-soleils, uma invenção corbusiana para proteger os interiores dos excessos do sol tropical, e o plano-piloto da cidade de Brasília (1957), a nova capital do Brasil.

Em 1995, publicou a autobiografia Lúcio Costa: registro de uma vivência. Morreu aos 86 anos, de enfarte, no apartamento onde morou a maior parte de sua vida, na praia do Leblon, Rio de Janeiro.