Itamaraty

O Palácio Itamaraty em Brasília é a sede do Ministério das Relações Exteriores do Brasil.

Os elegantes arcos da fachada deram ao Palácio seu primeiro nome: Palácio dos Arcos. Mas a tradicional identificação da diplomacia brasileira com o Palácio no Rio de Janeiro que, entre 1899 e 1970, foi a sede do Ministério das Relações Exteriores levou o Palácio em Brasília a ser conhecido pelo mesmo nome: Palácio Itamaraty. O costume tornou-se lei com o Decreto no. 60.502, de 1967.

Situado na Esplanada dos Ministérios, epicentro do Plano Piloto, traçado em 1957 por Lúcio Costa, o Palácio Itamaraty foi fruto da liberdade criativa de Oscar Niemeyer e do engenho e arte de uma grande equipe, na qual se destacaram Joaquim Cardoso, Milton Ramos e Olavo Redig de Campos, chefe do Serviço de Conservação do Patrimônio do Ministério das Relações Exteriores.

Tudo teve início no dia 12 de setembro de 1960, na gestão do Chanceler Horácio Lafer, quando foi lançada a pedra fundamental do edifício. Em novembro de 1962, solenidade no próprio canteiro de obras, presidida pelo então Primeiro Ministro e Chanceler Hermes Lima, dava por iniciada a construção. O ato, contudo, foi apenas simbólico.

As obras continuaram na estaca zero até o ano seguinte, quando o Ministro Wladimir Murtinho, transferido de Tóquio, foi encarregado das obras e da mudança do Ministério para a nova Capital. Apesar da intensa crise política, Murtinho trouxe entusiasmo para o projeto e conseguiu dinamizar seu encaminhamento.

No final de 1964, o Palácio estava na altura da primeira laje e, em abril de 1966, foram inaugurados os arcos da fachada. O processo de construção exigiu a adoção de variadas inovações técnicas, sobretudo em razão dos longos vãos internos, de até 36 metros. Paralelamente, aquisições de artistas brasileiros complementavam e atualizavam as coleções trazidas do Palácio do Rio de Janeiro, refletindo, assim, o espírito de síntese do antigo e do moderno que, desde o início, esteve presente na criação do projeto do Palácio em Brasília.

Embora o espelho d´água ainda não existisse e ainda faltassem acabamentos internos, em 14 de março de 1967, último dia do Governo Castello Branco, o Palácio abria as portas para sua primeira recepção oficial, com a presença do Presidente, do Chanceler Juracy Magalhães, de altas autoridades brasileiras e do corpo diplomático.

Ainda em 1967, o Gabinete do Ministro de Estado das Relações Exteriores é definitivamente transferido do espaço que ocupava no Ministério da Marinha para o novo Palácio, que começa a ser cenário dos primeiros atos públicos. Em maio do mesmo ano, recebe a visita dos Príncipes Herdeiros do Japão, e, em outubro, do Chanceler da República Federal da Alemanha, Willy Brandt. No ano seguinte, volta a abrir as portas para receber a Rainha Elizabeth da Inglaterra.

Em fins de 1969, construído e mobiliado o prédio administrativo, o Ministério das Relações Exteriores era o primeiro a mudar-se, em sua totalidade, do Rio de Janeiro para a nova Capital. Poucos meses depois, no dia 21 de abril de 1970, o Palácio Itamaraty em Brasília foi oficialmente inaugurado como a nova sede do Ministério.

itamaraty.jpg (64847 bytes)