Brasília

nov d 04 04 b 02 - 386a.jpg (103571 bytes)

1. INTRODUÇÃO  
Distrito Federal (Brasil), unidade atípica da federação brasileira, tem 5.782,88 km2 e um dos menores territórios autônomos do Brasil, onde se situa, além de outras, a cidade de Brasília, inaugurada em 21 de abril de 1960, pelo então Presidente da República, Juscelino Kubitschek, como capital do país, com 473,03 km2.
2.   POPULAÇÃO  
Brasília possui 1.015.889 habitantes. Seu desenho urbano, a limitação dos gabaritos e o estabelecimento de condições de construção, tiveram por objetivo impedir a aglomeração urbana para melhor realização da sua função: a administrativa federal.

Mas o Distrito Federal compreende 19 regiões administrativas dentre as quais se destaca a de Ceilândia, a mais populosa, com 392.720 habitantes, e outras regiões ocupadas pelas cidades Taguatinga, Gama, Sobradinho, Núcleo Bandeirante, chamadas cidades satélites de Brasília. Mesmo as áreas denominadas de Lago Sul e Lago Norte, partes residenciais do Plano Piloto de Brasília, são consideradas regiões administrativas, tendo respectivamente 36.000 habitantes e 21.670 habitantes.

O Distrito Federal possui a população (estimada para 2000) de 2.005.274 habitantes, e está rodeado pelo estado de Goiás.

3. RELÊVO E CLIMA  
Situado no planalto central brasileiro, a feição morfológica do DF é marcada pelas formas horizontalizadas, com altitudes médias de 1.000 m e com vegetação típica de cerrado. Nessas regiões do altiplano estão as nascentes de várias bacias hidrográficas. Os formadores da bacia Araguaia - Tocantins, os da bacia do Paraná e os da bacia do São Francisco. Destaca-se como fonte de abastecimento para a cidade de Brasília, o ribeirão do Gama, o lago de São Bartolomeu e o Paranoá. Possui, segundo a classificação de Koppen, o clima temperado com duas estações bem marcadas: a seca e a chuvosa e com temperaturas médias de 22°C.

4. ECONOMIA  
Sua função primordial é dada pela circunstância de abrigar a sede do governo federal, ou seja, funções administrativas, mas caracteriza-se também como centro comercial, prestador de serviços, e zona de grande desenvolvimento agrícola do cerrado. Desenvolve-se também a pecuária extensiva de corte. Suas riquezas extrativas são as águas minerais e a exploração de calcáreo.

Durante 30 anos (1960-1990) o Distrito Federal foi administrado por um governador nomeado pelo governo federal. Em 1991 tomou posse o primeiro governador eleito do Distrito Federal, e em 1993 foi votada a Lei Orgânica do Distrito Federal que define as atribuições dos poderes executivo e legislativo, este representado por uma câmara cujos integrantes são chamados de deputados distritais.

O Distrito Federal possui duas reservas ecológicas: a Reserva Ecológica do IBGE, para estudo da flora e fauna do cerrado, e a Reserva Biológica Estadual das Águas Emendadas, situada no ponto mais elevado, onde se encontram as nascentes de três das principais bacias da América do Sul.

nov d 04 04 c 02 - 2293a.jpg (82843 bytes)

A cidade de Brasília foi projetada por Lúcio Costa, vencedor de um concurso internacional, com o projeto que sugere um corpo de avião e a definição do projeto arquitetônico foi dado por Oscar Niemeyer. Em 7 de dezembro de 1987 Brasília foi considerada pela UNESCO patrimônio histórico da humanidade. Brasília, como cidade sede do governo da república, abriga as residências oficiais das representações internacionais e apresenta um expressivo desenvolvimento na área educacional. Além da Universidade de Brasília, modelo pedagógico da década de 1960, possui 7 universidades particulares.

O Distrito Federal e Brasília são pólos de atração turística, não só pelo seu traçado urbano e sua arquitetura, pela beleza dos palácios oficiais da administração pública – palácio da Alvorada, palácio do Itamaraty, por exemplo – mas pelas inúmeras grutas calcáreas e cachoeiras próximas à cidade, que constituem zonas aprazíveis de acampamento.

mapa.jpg (28732 bytes)